Make your own free website on Tripod.com

Dr. Mário Perrone
Impostos.
Home
Músicas
Favoritos
Artigos
Rondonópolis

Ôba, vamos pagar impostos!

 

Todos os brasileiros estão felizes. É tempo de pagar impostos. Imposto de renda, IPTU, IPVA, CPMF, IOF, ICM e outras siglas. A felicidade se completa porque pedimos a nossos governantes que cuidem bem deste dinheirinho tão fácil de ganhar. Ficamos felizes porque nossas estradas estão em ótimas condições, nossos hospitais funcionam bem, não temos mais dengue,  nossas escolas são de primeiro mundo, nossos  aposentados são bem tratados, há empregos para todos, não há violência e não há menores abandonados. E, além de tudo isso, estes honestos representantes do povo nos obedecem: não roubam, não usam nosso dinheiro para adquirir jatinhos, para férias na Europa, para compra de votos, para compra de mansões, para promoção de festas e para resolver outros probleminhas particulares que não são de nossa conta.

São muito simpáticos estes governantes. De vez em quando caem prédios, morrem pessoas, mas ...deixa pra lá. No Planalto, continuam os tapinhas nas costas e as trocas de favores. Nas recepções, os deputados, cheirando colônia importada e com hálito de canapés finos e vinho do Porto,  continuam dando e recebendo o que lhes convém. E nós, cidadãos comuns,  continuamos, alegres e satisfeitos,  pagando nossos impostos.

E por falar nisto, quem quiser fazer comentários a respeito do pobre e indefeso Sérgio Naya que os faça agora, pois o prazo está se esgotando. Dentro de alguns dias, ninguém se lembrará mais deste gentil cavalheiro. Fiquemos tranqüilos, cairão novos prédios e aparecerão outros sortudos que sempre ganham na loteria. E os nobres colegas dirão que nada sabiam... era apenas um bom sujeito que emprestava o jatinho. Ficarão perplexos os deputados. Tão perplexos, que votarão um novo aumento do salário, deles, é claro.  Além disto a Copa do Mundo vem aí e, em tempos de Copa, só podemos comentar as jogadas de Ronaldinho e companhia. Deixemos os políticos em paz, pelo menos durante este importante torneio. Afinal, votamos neles e neles temos que confiar. Nossa obrigação é pagar impostos e não ficar perturbando a vida de tão generosas criaturas, que adoram trabalhar pelo bem da comunidade, principalmente nos feriados prolongados, quando o índice de falta  é mínimo e os vôos que saem de Brasília estão sempre vazios.

Para terminar, sugiro que seja criado mais um imposto: O ISPCNC ( imposto sobre promessas de campanha não cumpridas). Se tal imposto existisse o Brasil seria o país com a maior arrecadação do planeta. E estaria resolvido nosso problema econômico.